domingo, 24 de janeiro de 2010

EU X EU

Eu X Eu
Tantos planos frustrados,
amores acabados.
Amizades construídas,
e tantas outras perdidas!
Quantas lágrimas,
muitos sorrisos.
Mentira e intensidade.
Ilusão e verdade.
Contradição extremada.
Quantos abraços que não foram dados!
Beijos desperdiçados.
Quanta loucura,
tanta serenidade!
Contradição extremada
Vida abortada.
Intensidade.
Muito sonho, pouca realidade.
Muita realidade, pouco sonho.
Contradição extremada
Quem sou eu?
Não sei.
Apenas sou.
Sou uma, a única, aquela, essa, e tantas outras.
Contradição extremada
Sou a que ama,
e também a que xinga.
Sou tudo, sou nada!
Contradição extremada
Sou a bela,
a loucura e imaginação.
Sou a fera,
a realidade e devassidão.
Contradição extremada
Sou a que arde e queima,
mas também sou aquela que apaga.
Sou uma, duas e quantas você quiser.
Contradição extremada
Essência escancarada!
Postar um comentário